quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Imagens de Portugal


- «Fui admitida. Podia ir para Roma ou para Estocolmo. Não sei porquê, escolhi Lisboa...»
- «É muito bonita, Lisboa», disse ele distraidamente.
(…)
Escolhera a sua habitação ao passear uma tarde de barco na baía de Cascais. Avistara ao longe algumas casas de pescadores construídas mesmo sobre os rochedos e contemplara-as sonhando... Uma delas, particularmente, tentara-a, com o seu terraço pintado de branco e azul. Uma vinha virgem, entrelaçada de campainhas, trepava até ao telhado. Nessa mesma noite fora vê-la. Bateu à porta com emoção. Uma mulher de idade abriu a porta e conduziu-a até ao terraço. A umas dezenas de metros mais abaixo estavam ancorados alguns barcos de recreio e embarcações à vela. Ouvia-se o suave bater das vagas que escorregavam por entre os rochedos. (…) O aluguer atingia quase metade do seu salário. «Paciência ! Alugo!» pensou ela.
 


Mircea Eliade, Bosque Proibido, 338 (trad.Maria Leonor Buescu)